Buscar
  • Voador

Rabelados de Espinho Branco


Uma comunidade alternativa


"Nos anos quarenta do século XX a lgreja Católica enviou para Cabo Verde alguns padres para substituir os locais, introduzindo alterações na celebração das missas e nos costumes religiosos, nomeadamente o ensino da religião.

Alguns grupos da população rebelaram-se contra essas alterações. Conhecidos em crioulo como rabelados (rebelados, revoltados), passaram a exercer as suas antigas tradições na clandestinidade.

Os Rabelados foram ridicularizados pelo resto da sociedade, denunciados e perseguidos.

As autoridades desterraram-nos para outras ilhas e muitos chegaram a ser detidos.

Obrigada a formar grupos coesos para sobreviver, a comunidade dos Rabelados refugiou-se principalmente no interior de Santiago, nas zonas montanhosas de difícil acesso, nomeadamente nos concelhos do Tarrafal e de Santa Cruz. Nessas condições de semi-clandestinidade e isolamento foram preservadas as tradições religiosas e culturais e a independência face à hierarquia católica e ao poder político."

fonte:wikipedia


Hoje a realidade é outra, mas para melhor a conhecer nada com uma visita à ilha de Santiago e á aldeia de Espinho Branco em Cabo Verde ou, enquanto não for visitar os concelhos do Tarrafal e Santa Cruz, acompanhar aqui a reportagem efectuada pela equipa da ACI, para o programa Nha Terra Nha Cretchéu.

Boa viagem.

#Nhaterranhacretcheu #Caboverde #Rabeladosdeespinhobranco


31 visualizações0 comentário